Perspectiva do risco cibernético na América Latina em tempos de covid-19

Matérias 08 de dezembro de 2020

Mais de 30% das empresas na América Latina e Caribe perceberam um aumento de 31% nos ataques cibernéticos como resultado da pandemia de covid-19, com ataques como o phishing sendo a principal ameaça. Além disso, como resultado da implantação do trabalho remoto ou “home office”, 70% das organizações da região permitiram que sua força de trabalho trabalhasse com seus dispositivos pessoais, com o que a exposição a algum tipo de incidente cibernético aumentou consideravelmente.

Convidamos você a baixar nosso estudo sobre a Perspectiva do risco cibernético na América Latina e Caribe em tempos de covid-19, realizado em conjunto entre a Marsh e a Microsoft, no qual são apresentados os resultados de uma pesquisa realizada em mais de 600 empresas da região, em mais de 18 países.

Entre as descobertas mais importantes estão:

31% das empresas viram um aumento nos ataques cibernéticos desde o início da pandemia.

- Apenas 27% das empresas que implementaram o trabalho remoto têm sua força de trabalho trabalhando exclusivamente com dispositivos da organização.

- A segurança cibernética no trabalho remoto é uma prioridade para apenas 12% das organizações da região.

- Apenas 17% das organizações na América Latina e Caribe possuem seguro contra riscos cibernéticos.

- 24% das empresas aumentaram seu orçamento de segurança cibernética como resultado da pandemia.


Faça download do estudo para ter acesso a todas as informações. Basta preencher os dados no formulário:

https://coronavirus.marsh.com/br/pt/insights/research-and-briefings/report-cyber-risk-in-latin-america-in-times-of-covid19.html