Liderança Inovadora — as vantagens em tempo de crise (Covid-19), por Daniel Gentil

Cases 04 de maio de 2020

    Os bastidores dos meus primeiros 45 dias dentro da Gentil Negócios durante a crise do Covid-19.
No dia 15 de março de 2020 estava a frente da minha startup, um sistema de gestão de vendas gratuito para revendedores autônomo que facilita o controle do fiado. O Tella tinha começado o ano finalizando o programa de aceleração na Estação Hack do Facebook e em março atingimos 20 mil usuários espalhados pelo Brasil, quase R$ 60 milhões de GMV (“Gross Merchandising Volume” — valor total transacionado na plataforma) e estávamos correndo pra encontrar um modelo de receita sustentável.

No dia 16 de março, com a eclosão da crise do Covid-19 tomando proporções inesperadas, a empresa da minha família começou a fechar suas lojas, tomar medidas instantâneas em relação a saúde de seus funcionários e criava a sua sala de gestão de crise para acompanhar a queda livre da sua receita até bater o faturamento zero. A Gentil Negócios (meu principal investidor) uma empresa varejista com 92 pontos de vendas, 25 mil cadastros de revendedores no atacarejo, 4 estados no Nordeste, 3 marcas multinacionais (O Boticário, Quem Disse Berenice? e Swarovski) vivenciando o derretimento do seu faturamento anual de 9 dígitos.
 
Coincidentemente eu estava em natal nesse final de semana, sede da Gentil Negócios, e vi tudo isso acontecer de forma assustadoramente rápida. De um lado, eu era o empreendedor e fundador da minha própria startup. Do outro lado, eu ocupava a posição de membro da terceira geração de uma família empresária sólida e com 50 anos de sucesso no varejo. O Tella ainda não tinha achado um modelo de negócios sustentável, já a Gentil tinha toda sua operação definida, mas impossibilitada de vender com a crise. Foi exatamente no meio desse furacão com a prioridade total no caixa e com a necessidade urgente de encontrar caminhos pra atender o consumidor da Gentil Negócios que fui convidado pelo Glauber, meu tio e CEO da Gentil Negócios, para incorporar o Tella e assumir a área de inovação do grupo.
A empresa iria cortar os aportes de risco e o Tella não iria sobreviver sem um modelo de receita, por outro lado a Gentil Negócios precisava de um mindset empreendedor e digital pra liderar a criação de novas soluções de receita. Não foi preciso pensar muito pra que o convite se concretizasse e eu assumisse essa posição.
Nos primeiros dias, tive a oportunidade de me reunir com os principais diretores da Gentil Negócios e criar o plano de ação — Covid19: Suprimentos, Central de Serviços Compartilhados, Marketing, Comercial e Inovação. Primeiro, revisitamos o nosso propósito que era exatamente o motivo pelo qual não queríamos nos render a crise. Depois verificamos quais eram os recursos financeiros e não financeiros (tempo, equipe, produto e etc) que tínhamos disponíveis, esse seria o nosso limite. Por fim, o levantamento de todos os decretos de municípios que tínhamos clientes para atender. Como resultado dessa reunião de brainstorm, saímos com algumas frentes de execução: (1) criar o delivery para consumidor final, usar as lojas de rua como centros de distribuição, (2) otimizar o delivery para revendedores, acreditando que como microempreendedores iriam adquirir estoque pra aproveitar as lojas fechadas, (3) criar e otimizar os meios de pagamento à distância, (4) Estruturar os gatilhos comerciais e a comunicação adequada do plano de ação. Outras frentes foram levantadas, mas descontinuadas por inviabilidade. Em apenas dois dias, conseguimos colocar de pé todas essas iniciativas e começar a reconstruir o nosso faturamento sem receber os nossos clientes em nossas lojas.
Propósito da Gentil Negócios: "Inspirar as pessoas que trabalho e empreendedorismo geram propriedade e transformam realidades".
Para que essas iniciativas conseguissem ser concretizadas na velocidade necessária, precisávamos do cenário perfeito: a urgência de uma crise, a liberdade de atuação do CEO e pessoas energizadas pelo nosso propósito. Sem esses três pilares fundamentais, dificilmente o resultado seria o mesmo. A crise nos fez revisitar nossas certezas e aumenta a capacidade de reação. A confiança do CEO nos seus executivos era o empurrão que precisávamos pra dedicar todo o nosso tempo ao resultado, sem amarras, reuniões e alinhamentos extensivos. A vontade dos nossos colaboradores em fazer acontecer foi a prova que o propósito da empresa está no coração de cada um de nós, afinal foram demandadas várias horas de trabalho, paciência para os diversos desencontros de informações e coragem para continuar tentando.
Depois de 45 dias, realizamos aproximadamente 20 mil entregas em abril e atingimos 70% do faturamento do ano passado na última semana. Temos uma equipe de vendas a distância para o consumidor final de 7 pessoas (um novo canal com crescimento de dois dígitos semanais) e transformamos toda nossa equipe do atacarejo em vendedores à distância, algo em torno de 100 colaboradores. Temos a capacidade de operar em algumas cidades com até 2 horas para entrega das compras feitas no mesmo dia. Conectamos startups de logísticas que disponibiliza centenas de motoqueiros online, contratamos uma solução de pagamento à distância (link de pagamento e maquininhas de pagamento) e utilizamos uma plataforma de venda pelo what’s app.
Pra conseguir garantir esses resultados, trabalhamos com alguns pilares que se tornaram fundamentais dado a velocidade e necessidade de execução: (1) criamos um grupo de what’s app por “projeto”, algo parecido com squads, onde todas as áreas que estavam envolvidas pra resolver os problemas instantaneamente, (2) reuniões semanais de resultados e melhorias, a cada semana deveríamos ter novas ações, (3) Constante pesquisa com o nosso consumidor pra entender os próximos passos e o que se tornava relevante. Comunicação, ciclo de feedback e pesquisa com o consumidor.
A crise tem essa capacidade de modificar nossas certezas, unir as pessoas qualificadas do time e construir coisas novas em tempo recorde. Somente uma crise é capaz remover projetos e ações paralelas e trazer o foco de uma organização de 752 pessoas para um único objetivo. Tempos difíceis precisam ser aproveitados dessa forma, pra fazer você revisitar seu propósito e transformar sua rotina positivamente. Agora sabemos, ainda mais, que depende apenas do nosso trabalho em união para superarmos qualquer desafio.

Obrigado a todo o time da Gentil Negócios que ativamente contribuiu com os novos projetos e obrigado aos membros da primeira e segunda geração da Gentil Negócios, por oferecerem uma empresa com valores claros e propósito definidos. Está sendo um privilégio…

Link oficial: https://medium.com/@danielgentilfernandes/lideran%C3%A7a-inovadora-as-vantagens-em-tempo-de-crise-covid-19-919d6eae41d6